Por Que Se Dissipou O Dinamismo Industrial De Barranquilla?

Por Que Se Dissipou O Dinamismo Industrial De Barranquilla? 1

A história de Barranquilla começa cerca de 1629, o ano em que possivelmente começou tua liquidação, bem mais tarde do que a maioria das outras principais cidades colombianas que datam do começo do período colonial. Em seus primeiros dias, a população de Barranquilla cresceu lentamente; é formada por artesãos, navegantes, transportadores e comerciantes.

Ao longo do tempo colonial, a cidade passou por uma grande atividade comercial relacionada com o contrabando lucrativo. Desde o término do século XVIII, adquiriu importância como porto fluvial, graças a tua localização geográfica; captura uma parcela essencial do comércio à custa de portos mais pequenos. O declínio de Barranquilla começou nas décadas de 1940 e 1950, e o teu porto teve que enfrentar a subida do de Buenaventura.

Desde a década de 1950, foi engolida por um ciclo de instabilidade política. A cidade enfrenta o empobrecimento dos serviços públicos, a corrupção e uma sério queda financeira, do mesmo jeito que graves deficiências nos setores da saúde e da educação. Durante a primeira década do século XXI, Barranquilla, começou uma renovação, tanto em termos de urbanização, como em termos políticos e económicos.

A história de Barranquilla por não estar fixada, tem uma vivência inexistente. Para compreendido tem que percorrer no vago, nas avenidas de dispersão, nos labirintos da memória. E introduzir, unir, ressuscitar. Em 1940, o escritor espanhol Ramón Vinyes escreve no jornal O Arauto que Salvador tem uma vivência inexistente”. Posteriormente, incontáveis outros personalidades tais Álvaro Cepeda Samudio, em 1948, Alfonso Fuenmayor, em 1953, ou Marvel Moreno em 1987, no epílogo de teu livro Em dezembro chegavam as brisas, apoiam esta affirmation. Em março de 1955, Gabriel García Márquez, Prêmio Nobel de Literatura de 1982, que desta maneira era ainda um jovem jornalista de O Espectador escreveu no postagem Reportagem sobre isso Bocas de Ceniza que “Barranquilla é uma cidade sem história”.

Estas declarações baseiam-se no evento de que, há poucos registros escritos sobre o passado de Barranquilla, até 1987, quando publicou uma série de livros e artigos que permitiram começar a captar a história da cidade. Algumas pontas de seta, que datam do tempo venezuela (20000 a.c. a 7000 aC) foram encontrados no atual território de Barranquilla 8. As primeiras tentativas de viver em comunidade aparecem, não obstante, mais há pouco tempo, entre 7000 a. C e 1200. Ele descobriu, nessa ocasião, que há semelhanças entre estes quatro sites, o que demonstra que existiram relações e influências mútuas entre os diferentes povos pré-colombianos. O cultivo de raízes apareceu em torno de mil aC, o que aponta uma existência mais sedentária.

  • 3 Grupos étnicos 7.3.1 Imigração no México
  • um A liturgia
  • dois Cálculo improcedente a duração da proteção
  • Tipo de imóvel
  • Pepe Carvalho (“A corrupção é um regalia dos ricos”) 18:Trinta e dois vinte e sete mar 2016 (UTC)

Ao inverso de algumas cidades colombianas como Bogotá e Cartagena, Barranquilla não foi fundada ao longo do período colonial português e não está em um blog de pré-colombiano. O atual território de Barranquilla é mencionado pela primeira vez em 1533 por Gonzalo Fernández de Oviedo e Valdés.

Colômbia foram abordados pela primeira vez em 1499 pelo espanhol Alonso de Ojeda. Em teu livro de 1987, O Norte de Tierradentro, e as Fontes de Barranquilla, o historiador José Agostinho Branco Barros estabelece uma nova abordagem pra fundação da cidade. Segundo ele, não são os habitantes de Galapa, uma cidade colonizada por espanhóis em 1533, nem sequer os mesmos espanhóis que fundaram Barranquilla a diferença de outras cidades colombianas.