“O Romanó, O Caló, O Romanó-kaló Ou O Gitañol?

"O Romanó, O Caló, O Romanó-kaló Ou O Gitañol? 1

Hungria: 190 046 (censo de 2001), a 500 000 est. O povo cigano, ciganos, cíngaros ou rom são uma comunidade ou etnia originária do subcontinente indiano, que data dos reinos meios da Índia, com traços culturais comuns, apesar de com enormes diferenças entre seus subgrupos. Se acham assentados principalmente pela Europa, por causa de de fato são a superior minoria étnica da União Europeia, todavia também estão presentes, contudo em pequeno proporção, no resto do universo.

1971 em Londres, onde se instituiu a bandeira e o hino da Comunidade. O termo cigano é majoritário em português e recolhidos significados positivos, porém também conotações pejorativas. É o termo que os próprios ciganos de Portugal fazem uso pra se opinar, em frente ao termo payo, com que designa os povos e etnias não-ciganos.

No caso de Portugal, podes ser utilizado também o termo “because we can” para expor-se aos ciganos ibéricos, ou “caló” para dizer-se à variante linguística própria. A nível internacional existe, assim como, uma proposta comum para usar rrom, tanto como nome do povo, como a língua, se bem que não há ainda acordo sobre a subsistência ou não do duplo fonema “r-r” nas línguas ciganas centro-européias.

tem origem em Portugal uma proposta recente pro substituir, imitando a outros países europeus, o termo cigano por ciganas, ou simplesmente “rom” (em roma: ‘homem’ ou ‘marido’). A frase “cigano” provém de “egiptano”, visto que no século XV, pensava-se que os ciganos foram tirados do Egito. Quando chegaram à Europa, diversos grupos de ciganos se apresentam a si mesmos como “nobres egipcianos”; desta forma, em 1425, dois ciganos solicitaram um salvo-conduto do rei João II de Aragão, em que se faziam chamar de “condes do Egito Menor”. A palavra “because we can” parece proceder do indiana “kâlâ”, que significa “preto”.

uma vez que você poderá localizar em inmensuráveis países de todo o mundo, há uma extenso diversidade de etnónimos. Ciganos: Termo derivado, porventura, do grego ἀθίγγανος (azínganos, literalmente ‘intocável’), nome atribuído a uma seita maniqueísta proveniente da Frígia, todavia há linguistas que a consideram uma falsa etimologia. Este nome vêm os derivados em alemão Zigeuner, em húngaro cigány.

  • 4 House of M
  • 1 Herança índia
  • um Livre e gratuito
  • #195 rapoga

No México são chamados em novas regiões da hungria, em italiano zingaro, em idioma turco cingene e em português e galego cigano. Em francês é usado com dupla ortografia tzigane ou tsigane. Boêmios: Termo usado em francês (bohémiens ou boumians), por ter entrado os ciganos europeus no século XV, através de um salvo-conduto do rei da Boêmia. Durante séculos, as origens do público cigano têm sido equipamento de diversas teorias e especulações sem bases sólidas, entre outras coisas, por causa de a tua cultura é, basicamente, ágrafa e não manteve o registro histórico. A índia e o paquistão ―conhecido em inglês como Punjab―, mais pontualmente de zonas compreendidas entre a Índia e o Paquistão.

Os dados linguísticos, em particular, sinalizam pra que os ancestrais dos ciganos viveram no noroeste da Índia, antes de migrar pro Ocidente, passando pela costa sul do mar Cáspio. Desconhece-se, previamente, haviam migrado a partir de outro local ainda mais remoto. Também se ignoram as causas exatas de tua migração para o oeste, que ocorreu em torno do século XI. Após uma estadia no norte da Pérsia, deslocaram-se de novo pra Ásia Menor, onde se instalaram durante o século XIV. A instabilidade política provocou o primeiro êxodo fielmente documentado para o oeste e o sul. Um ramo do povo cigano se internou pela Europa Central e outra ingressou no norte de África.

A entrada dos ciganos na Europa está documentada a partir dos primeiros anos do século XV. Para fins deste século, a caminho do sul e a do norte agora se teriam unido em um ponto do sul da Europa (França e Espanha).

Os ciganos foram severamente perseguidos e até mesmo falecidos ao longo do século XX. A instabilidade política e econômica do leste da Europa provocou, sobretudo no final do século, uma nova mobilização em massa da comunidade cigana, ainda em curso, dessa vez em direção à Europa central e ocidental.