O Que Será Tendência Digital Em 2019?

O Que Será Tendência Digital Em 2019? 1

A organização de consultoria de design de serviços empresariais Fjord acaba de lançar o seu “Relatório de Tendências digitais para 2013”, onde prevê as tendências digitais pro próximo ano, e as orienta-se pra oportunidades de negócio que são capazes de retratar pra corporações.

1.- Os modelos de negócio P2P (peer to peer) seguirão a amadurecer não só no âmbito pessoal e das finanças, todavia também pela fabricação e distribuição. Já desejamos ver de perto plataformas online que comercializam produtos artesanais. As empresas usuais podem aproveitar esta tendência crescente pra percorrer vias de colaboração e integração de serviços “de similar para igual” em áreas importantes pro teu negócio. 2.- Começar a reivindicar mais em troca de fornecer fatos pessoais.

Isto impulsionará a formação de ferramentas que permite aos utilizadores gerir e controlar quem, no momento em que e como poderá enxergar seus detalhes. 3.- Vai ampliar o número por pessoa, de instrumentos inteligentes interligados. Desse jeito se formará um meio ambiente em que o todo terá mais valor do que a soma das partes que compõe a rede.

  1. Escola Minutos de Deus (UNIMINUTO)
  2. seis Política interna 7.6.1 Conspiração do ano de 1820
  3. Ter menores custos de realização
  4. Lacazette não sairá tão simples do Lyon
  5. Ramis, faz-se cargo do Castela
  6. três Geografia 3.1 Área
  7. Telefonia e Voz sobre isto IP

Em 2013 sairão dispositivos que nos falam pra nós e entre si, facilitando o corrimento de dado, discernimento e entretenimento. 4.- O volume de detalhes e informações pra esse novo ano permanecerá a ampliar. É fundamental selecionar os mais sérias e priorizar as interfaces, como este buscar soluções descomplicado, diretas e específicas.

5.- A revolução do varejo derrubará as fronteiras entre o que é “online” e “offline”, oportunizando aos consumidores uma experiência de compra mais personalizada, completa e satisfatória. Nesse ano de 2013, serão introduzidos novos métodos de pagamento, juntamente com as perspectivas das mídias sociais, os dispositivos móveis, o geofencing, os códigos QR ou os dados de localização e tema, são capazes de ser reconfigurados o conceito de fazer compras. 6.- O poder aceder aos conteúdos em cada recinto e em cada instante está a modificar as regras do jogo. Esta mobilidade faz com que se esteja compartilhando de “login” do que de “ter” os conteúdos, graças bem como aos serviços de subscrição e o “streaming”.

Não falamos só de música ou audiovisual, a mentalidade do pagamento pelo emprego se estenderá a outras áreas, como o aluguer ou troca de roupas e automóveis. As empresas precisam crer se os seus produtos e serviços são mais de “login” do que de “portar”. 7.- Entender se torna pessoal: os instrumentos de ensino evoluem para adaptar-se a cada aluno em tempo real.